O que é regime de competência?

Mais do que entender receitas e despesas, o regime de competência é um método de lançamentos contábeis que ajuda a organizar as finanças e a planejar o futuro financeiro dos negócios. Fique por dentro da importância desse regime e saiba como dividir os registros dos pagamentos e recebimentos da sua empresa!


Fique por dentro

Como parte do fluxo de caixa, o regime de competência acontece no dia e mês em que uma transação, seja receita ou despesa, é feita. Por exemplo: se o seu negócio fez uma conta em março e que só deve ser paga em novembro, o mês de competência dessa despesa é março. Então, seu registro contábil deve ser feito dentro do mesmo mês.


Para que serve

O regime de competência também é uma forma de registrar as transações financeiras das empresas em seus respectivos arquivos de contabilidade. A partir disso, é gerado um relatório financeiro onde são apresentados os custos que o empreendimento deverá ter para superar as receitas previstas.

Com esse relatório, você tem em um só lugar as transações passadas e futuras, com os pagamentos e recebimentos dos próximos meses. Ou seja, tem tudo o que precisa para as próximas tomadas de decisão do seu negócio.


Como fazer as divisões entre registros de receitas e despesas

Receitas: devem ser registradas quando as transações com terceiros forem realizadas. Já os reconhecimentos de registros acontecem na mesma data em que houve a firmação de contrato ou compromisso firme sobre a compra ou serviço.


Despesas: devem ser registradas quando o valor ativo deixa de existir, é transferido, diminuído ou extinto, ou quando surge um passivo sem correspondente ativo. As despesas aparecem no período de competência.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A incerteza é como o clima. Está sempre lá, faz parte da atmosfera e é uma condição sobre a qual indivíduos e organizações têm muito pouco controle. A gravidade da incerteza, como a gravidade do clima

O que quer que você vá fazer, faça bem feito. Parece óbvio. Mas decidir com precisão o que fazer – ou se deve continuar fazendo – muitas vezes é difícil para os líderes que procuram distinguir suas em

Se 2020 foi sobre crises – a pandemia e a indignação após o assassinato de George Floyd, para citar dois – e a resiliência e a capacidade das empresas de navegar pela disrupção, 2021 parece que foi o