Receita líquida x lucro líquido: veja diferenças

A contabilidade relacionada à solidez financeira da sua pequena empresa é um assunto que parece não ter fim. No entanto, não é necessário ser um contador (ou contratar um) para aprender o básico. Entender alguns termos básicos é uma necessidade. Caso contrário, você pode ficar súbita e perigosamente sem caixa ou enfrentar problemas com a Receita Federal.

A receita líquida e o lucro líquido, dois dos termos mais comuns e úteis, são um bom ponto de partida. Embora a definição de ambos pareça óbvia, a chave é a palavra “líquido”. Líquido, ao contrário de bruto, sempre significa que algo foi subtraído ou levado em consideração.


Receita líquida

Vamos começar com a receita líquida. Digamos que você administre um pequeno restaurante e, em agosto, tenha vendido um total de R$ 20.000 em refeições e bebidas. Essas são suas vendas brutas, que são um número ao qual é muito importante ficar atento e monitorar de perto mensalmente. Um registro das vendas brutas ajudará você a fazer projeções comerciais de modo a evitar surpresas desagradáveis. Com frequência, esse valor será chamado de “linha superior”, porque é a primeira linha da demonstração de resultado do exercício da empresa.

No entanto, suponha que você oferece descontos para idosos ou estudantes que preencham um cupom e entreguem a você ao pagar. Se esses descontos totalizarem R$ 4.000, sua receita líquida cairá para R$ 16.000. Se alguns clientes insatisfeitos exigirem reembolsos ou sustarem cheques, somando R$ 1.000, sua receita líquida será de R$ 15.000. Por outro lado, você talvez tenha uma conta corrente que renda juros ou alugue parte do estacionamento para outra empresa. Se o total mensal desses dois itens for de R$ 1.000, sua receita líquida será de R$ 16.000.


Lucro líquido

O lucro líquido é um pouco mais complicado do que a receita líquida.


Voltemos ao exemplo do restaurante. Para chegar ao lucro líquido, comece com a receita líquida. Então, deduza os custos do negócio, que incluem alimentos, pagamento de aluguel ou hipoteca, salários de funcionários, contas e assim por diante. Isso gera o que é chamado de rendimento tributável.

Depois de determinar o valor dos impostos, subtraia esse número do valor do rendimento tributável e o restante (com sorte, significativo) é o seu lucro líquido. Para ficar mais claro, vamos analisar os dados anuais do restaurante. Se o lucro líquido anual foi de R$ 240.000, o custo total do negócio foi de R$ 100.000 e foram pagos R$ 10.000 em impostos, o lucro líquido terá sido de R$ 240.000 – R$ 100.000 – R$ 10.000, o que equivale a R$ 130.000.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A incerteza é como o clima. Está sempre lá, faz parte da atmosfera e é uma condição sobre a qual indivíduos e organizações têm muito pouco controle. A gravidade da incerteza, como a gravidade do clima

O que quer que você vá fazer, faça bem feito. Parece óbvio. Mas decidir com precisão o que fazer – ou se deve continuar fazendo – muitas vezes é difícil para os líderes que procuram distinguir suas em

Se 2020 foi sobre crises – a pandemia e a indignação após o assassinato de George Floyd, para citar dois – e a resiliência e a capacidade das empresas de navegar pela disrupção, 2021 parece que foi o